1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

CERVEJA FEITA POR GOIANOS E PARA GOIANOS FOI LANÇADA PELO GOVERNADOR RONALDO CAIADO

Por Lucas Silva 09 Dezembro 2020 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 373 vezes
Cerveja Esmera de Goiás Cerveja Esmera de Goiás Revista Factual | Douglas Schinato

Feita a partir de fécula de mandioca e fabricada pela Ambev, a cerveja goiana que foi lançada pelo então governador Ronaldo Caiado que participou, nesta terça-feira (08/12), do lançamento da cerveja regional Esmera de Goiás. O trabalho conjunto do Executivo e da unidade da empresa sediada em Anápolis vai impactar positivamente a vida de aproximadamente 2,5 mil pessoas do Nordeste goiano.

 

“Como governador, não podemos ter um viés eleitoreiro. Temos que ter a coragem de assumir Goiás como um todo. Onde o Estado precisar terá a mão forte do governo para combatermos as desigualdades regionais”, destacou Caiado, que estava acompanhado do seu vice, Lincoln Tejota. O governador pretende condecorar a Ambev ainda este ano por ela ter sido a primeira empresa a apoiar a região mais carente do Estado, com índices de vulnerabilidade social altos e renda per capita baixa.

 

Quem estava contente com tantos números e novas informações era a produtora Orozina Teixeira, de Flores de Goiás. “Estou muito agradecida com tudo. Isso representa mais renda para os pequenos agricultores. Já saíram dois caminhões do assentamento e vai sair mais um”, ressaltou, ao tentar contabilizar o quanto a vida de cada morador da região vai mudar.

 

 

A mestre cervejeira da fábrica de Anápolis, Daniela Kikuchi, explicou que a fécula de mandioca dá mais leveza e refrescância à Esmera, o que a torna ideal para ser consumida em um clima quente como o de Goiás.

 

A cerveja regional goiana, que virá acondicionada em uma embalagem de 600 ml, começa a ser distribuída para venda em todo o ESTADO.Até o dia 4 de dezembro, a Ambev já havia comprado 222 toneladas de mandioca, de agricultores familiares de oito municípios: Flores de Goiás, Cavalcante, Posse, Buritinópolis, Itaberaí, Niquelândia, Colinas do Sul e Mundo Novo.

Fonte: Agrolink