1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Acordo para melhorar distribuição de energia em Goiás é assinado entre Governo do Estado e Enel

Por Marcelo Justo 28 Agosto 2019 Publicado em Estado
Votao
(0 votos)
Lido 335 vezes
Reunião Reunião Reprodução/Tv Anhanguera

Um acordo entre o Governo de Goiás e a Enel Distribuição foi assinado no início da noite desta segunda-feira (26/08) para tentar melhorar os serviços de distribuição de energia no estado.


Segundo o documento formalizado, as medidas previstas (veja abaixo) possibilitarão ampliar em 26% a capacidade da rede de distribuição de eletricidade nos próximos três anos.


A formalização foi feita diante do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque e do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM), além de outras autoridades.


Segundo o Governo do Estado, tanto Maia, quanto o ministro Bento Albuquerque, vinham acompanhando em Brasília, a pedido do governador Ronaldo Caiado (DEM), as discussões contra a crise energética em Goiás.


Caiado falou que o acordo firmado prevê que a empresa italiana possa solucionar o quanto antes as falhas no sistema energético, que estaria afastando investidores no estado.


“Goiás agora tem a expectativa real de poder atender a demanda reprimida de energia elétrica no estado e logo a seguir, avançar também. Tudo aquilo que foi assinado será implantado dentro daquele prazo e com os investimentos necessários”, comentou o governador.


Segundo o Governo de Goiás são várias as reclamações envolvendo a Enel Distribuição, que arrematou a Celg D em um leilão de privatização realizado em 2016.


As falhas no fornecimento de energia elétrica, ainda conforme Caiado, geram uma queixa generalizada “não só dos empresários, mas também de pequenos produtores, comerciantes e do cidadão em geral”.


Entre os benefícios citados por Caiado com o acordo estão a geração de empregos.


“Esse termo de acordo vai de imediato gerar uma demanda de aproximadamente 1500 eletricistas, só estou citando um dos elementos que será necessário para a extensão da capacidade [energética]”, relatou.


Veja algumas propostas do acordo:
Até 2020 a companhia promete aumentar em 26% a disponibilidade de energia
Fazer mais 20 mil ligações rurais
Contratar mais de mil eletricistas
Construção de 17 novas subestações de energia até 2022
Reforma e ampliação de outras 130 unidades geradoras de eletricidade


“Já vamos entrar com duas subestações nos próximos 3, 4 meses. Uma já em janeiro. Vamos marcar etapas. Quando falamos de 17 subestações vão entrar em 2022, vão entrar passo a passo. Falamos estatisticamente de uma subestação a cada dois meses, mais ou menos”, afirmou o diretor da Enel no Brasil, Nicola Cotugno.


Ainda segundo ele, a companhia vem investindo cerca de R$ 800 milhões por ano desde, que assumiu os negócios em Goiás, em 2017.


Tanto o ministro Bento Albuquerque, quanto Rodrigo Maia, falaram da importância do trabalho conjunto.


O presidente da Câmara comentou rapidamente sobre a contribuição dos deputados federais para o acordo.


Não foram permitidas perguntas dos jornalistas.


“Estamos trabalhando com a bancada federal, com o governador, junto com a Enel, e Aneel. Um trabalho a quatro mãos levou a esse termo de compromisso. Será o primeiro passo para que Goiás tenha a energia necessária ao seu desenvolvimento”, afirmou o ministro.


A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai fiscalizar o cumprimento do acordo. Se tudo seguir o que foi assinado, o Governo de Goiás entende que o estado poderá crescer já a partir deste ano.


“A Aneel está a postos exercendo o seu trabalho e com a força da fiscalização vai acompanhar o cumprimento desse acordo firmado hoje. Foi um ato importante celebrar esse acordo, mas o grande momento será quando a qualidade do serviço tiver restabelecido no seu estado”, disse o diretor da Aneel, André Pepitone.


Participaram também do evento, o presidente da Celg Geração e Transmissão (Celg GT), Lener Silva Jayme, representantes da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), além de deputados da bancada federal goiana, deputados estaduais e secretários de Estado.


Fonte: G1 Goiás (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2