1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Brasil bate Argentina e se garante na final da Copa América

Por Marcelo Justo 03 Julho 2019 Publicado em Esportes
Votao
(0 votos)
Lido 1114 vezes
Imagem ilustrativa Imagem ilustrativa Arte/R. Eldorado

O anfitrião Brasil, muito eficaz e igualmente feliz, venceu nesta terça-feira (02/07) uma valente Argentina por 2-0, em Belo Horizonte (MG), e qualificou-se, 12 anos depois, para a final da Copa América.


Os avançados Gabriel Jesus e Roberto Firmino acabaram por ser as grandes figuras da primeira meia-final, cada qual com um gol e uma assistência, sendo que o primeiro faturou aos 19 minutos e o segundo aos 71, ambos sem dificuldades, após boas jogadas.


Os canarinhos venceram por dois golos, mas, tiveram de sofrer muito, perante uma Argentina, que, liderada por Lionel Messi, fez uma boa exibição, mas, viu as suas intenções esbarrarem nos ferros, em remates de Agüero, aos 30 minutos, após um livre do capitão, que, também ele, fez estremecer a baliza, aos 57.


Os albi-celestes remataram muito mais (14 contra quatro) e tiveram mais oportunidades, porém ficaram em branco, pelo que ainda não é desta que Messi conquistará um título pela principal seleção da Argentina, que com o 10, na Copa América, já perdeu três finais, as duas últimas nos penáltis.


Por seu lado, o Brasil, que se mantém sem golos sofridos, continua na corrida por um nono título, e primeiro desde 2007, e por manter o pleno de triunfos em solo canarinho, depois de 1919, 1922, 1949 e 1989.


Falta bater Chile ou Peru.


O encontro começou equilibrado e 'durinho', com o Brasil a ter mais tempo a bola, mas, sem incomodar a Argentina, que foi a primeira a ameaçar, num fortíssimo remate de muito longe de Paredes, que saiu muito pouco por cima da barra.


Os canarinhos só apareceram ofensivamente aos 17 minutos, numa perda de bola de Foyth não aproveitada por Gabriel Jesus, que, aos 19 marcou mesmo, ao encostar à entrada da pequena área, após grande jogada de Dani Alves e um centro da direita de Firmino.


Messi, que já estava com a tendência de recuar muito, tentando levar a equipa para a frente, pegou ainda mais no jogo e, aos 30 minutos, marcou um livre direitinho para a cabeça de Agüero, que fez a bola sobrevoar Alisson e bater na barra.


O jogador do FC Barcelona voltou a estar em evidência aos 36 minutos, numa grande jogada individual, culminada com um passe para Agüero, que fez a bola esbarrar na defesa contrária.


O Brasil só voltou aos 40, num fraco remate de Arthur à figura de Armani.


A Argentina entrou para a segunda parte ainda mais determinada e teve várias vezes perto do golo, nomeadamente aos 50 minutos, por Lautaro Martínez, servido por Agüero, e aos 52, por De Paul, após assistência de Messi.


Aos 56 minutos, uma grande jogada de Gabriel Jesus deixou Coutinho em boa posição e, logo a seguir, aos 57, os argentinos estiveram muito perto do empate, num 'tiro' de Messi ao poste direito, depois de uma bola que sobrou de um remate de Lautaro.


Os comandados de Scaloni não desistiram e continuar a tentar o empate, com Di Maria, recém-entrado, a dominar mal um passe de De Paul, aos 63 minutos, e Messi a rematar com perigo num livre direto, mas para defesa segura de Alisson, aos 66.


Os argentinos não conseguiram materializar as ocasiões criadas e, em contra-ataque, o Brasil acabou praticamente com o jogo, aos 71 minutos, após grande jogada, mais uma, de Gabriel Jesus, que Firmino, de baliza aberta, só teve de completar.


Até final, os albi-celestes ainda tentaram chegar ao golo que lhe permitiria voltar ao jogo, mas, mais com o coração, já não conseguiram criar nenhuma verdadeira oportunidade.


Fonte: Record (com adaptações)

00 A Banner WhatsAppecontatos RadioEldorado2