1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Chuva: Santa Rita do Araguaia e 5 municípios estão em "Situação de Emergência"

Por Eduardo Candido 20 Janeiro 2012 Publicado em Segurança
Votao
(0 votos)
Lido 4365 vezes
Coronel Edmilson Eurípedes Lopes Coronel Edmilson Eurípedes Lopes Site Goiás Agora

Seis municípios goianos decretaram “Situação de Emergência” devido aos prejuízos ocasionados pelas chuvas: Santa Rita do Araguaia, Luziânia, Porangatu, Goiás, Itumbiara e Palmeiras de Goiás. Também houve danos em Anápolis, Goiânia, Posse e Jaraguá. Segundo levantamento da Defesa Civil, para recuperar as áreas danificadas serão necessários R$ 26 milhões. Cerca de 84 mil pessoas foram afetadas pelas consequências dos fortes temporais, 139 prédios danificados e 230 pessoas desalojadas.

“O Corpo de Bombeiros continua monitorando todas essas áreas. Nós temos nossas regionais de Defesa Civil, os quartéis próximos a esses locais estão de prontidão para atender uma emergência caso seja necessário”, afirma o comandante de operações de Defesa Civil, coronel Edmilson Eurípedes Lopes. A Defesa Civil monitora as áreas de risco e possui mapeamento de todo o Estado.

Caso haja emergências existe planejamento bem definido sobre o atendimento e os locais para transferência de possíveis desabrigados. “A orientação do Corpo de Bombeiros é que percebendo que a água está subindo, se aproximando de suas casas, as pessoas entrem em contato o mais rápido possível pelo telefone 193 ou 199 para que possamos retirá-las com segurança”, alerta o comandante.

Emergência

Situação de Emergência é o reconhecimento legal pelo poder público de situação anormal provocada por desastres, causando danos humanos, materiais e ambientais e consequentes prejuízos econômicos e sociais. Para caracterização da Situação de Emergência ou de estado de calamidade pública a Defesa Civil faz uma análise técnica especializada da intensidade dos danos e dos prejuízos.

O pedido é feito pela prefeitura, que comunica o evento adverso ou desastre, simultaneamente, ao órgão estadual de Defesa Civil e à Secretaria Nacional de Defesa Civil, com sede em Brasília. Após ser decretada a Situação de Emergência, o prefeito pode tomar medidas de recuperação de danos sem a necessidade do processo licitatório. Cabe a Secretaria Nacional de Defesa Civil a liberação dos recursos.

Fonte: Site Goiás Agora

Siga-nos no Twitter e no Facebook
Twitter - Facebook