1. MENU
  2. CONTEUDO
  3. RODAPE

Governador determina convocação de 732 excedentes do concurso da PM

Por Eduardo Candido 13 Novembro 2015 Publicado em Segurança
Votao
(0 votos)
Lido 1263 vezes
Cel. Sílvio, José C. Siqueira e Joaquim M. Cel. Sílvio, José C. Siqueira e Joaquim M. Henrique Luiz

O secretário-chefe da Casa Civil, José Carlos Siqueira, anunciou, na tarde desta quinta-feira (12/11), que o Governo de Goiás convocará 732 excedentes do concurso público da Polícia Militar de 2012, atendendo à decisão do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO).


Em solenidade no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, o secretário leu decreto assinado pelo governador Marconi Perillo que determina a publicação no Diário Oficial do Estado na sexta-feira (13/11) dos nomes dos convocados. Ele ressaltou que, por determinação do governador, serão realizadas quantas chamadas forem necessárias para preencher as 732 vagas.


Do quadro de 732 policiais, 685 serão soldados combatentes, 40 cadetes e sete músicos. De acordo com o comandante-geral da Polícia Militar de Goiás, coronel Sílvio Benedito, os nomeados devem reunir os documentos necessários e apresentá-los entre os dias 23 de novembro e oito de dezembro. O prazo para recursos será entre os dias 10 e 21 de dezembro, e o resultado será divulgado no dia 23 de dezembro.


No dia cinco de janeiro, os convocados deverão se apresentar na academia da PM, e começar a fazer o curso preparatório, cuja duração é de nove meses. Entretanto, após três meses de curso, já podem começar a fazer o estágio supervisionado nas ruas.


O secretário estadual de Segurança Pública, Joaquim Mesquita, que esteve no evento, afirmou que, caso haja vagas que não sejam preenchidas em virtude de candidatos não atenderem às exigências de documentos, não passarem no curso preparatório ou optarem por tomar posse ou permanecer em outro concurso público, o governo estadual fará quantas chamadas forem necessárias para preencher as 732 vagas, número determinado por decisão judicial.


O governo estadual publicou no Diário Oficial de ontem o cadastro de reserva dos excedentes do concurso de 2012, reconhecido pela Justiça como 2.124. No entanto, por decisão judicial, o governo deveria convocar um número cujo montante salarial fosse compatível ao que se pagava ao efetivo do Serviço de Interesse Militar Voluntário Especial (Simve), extinto neste ano por decisão do Supremo Tribunal de Federal (STF). A equipe técnica do governo chegou ao número de 732 convocados.


Mesquita e o coronel Sílvio Benedito deram boas vindas aos nomeados e desejaram-lhes perseverança e muita dedicação para que a Polícia Militar de Goiás continue a ser reconhecida como uma das mais aguerridas do país.


Fonte: Jornal Opção/Alexandre Parrode

000-A-Banner WhatsAppecontatos-RadioEldorado